Você sabia que o SUS oferece terapias como acupuntura, ioga, reiki e práticas corporais tradicionais chinesas?
 terapias integrativas


Chamadas de práticas integrativas, elas utilizam recursos terapêuticos que são baseados em conhecimentos tradicionais e atuam, principalmente, na promoção e prevenção da saúde como tratamentos complementares no combate à dor, redução do estresse e aumento do bem-estar do paciente.

Esse tipo de procedimento faz parte do Sistema Único de Saúde (SUS) desde 2006, através da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares.

No começo de 2017, o Ministério da Saúde aprovou a inclusão de 14 novos procedimentos, como musicoterapia, meditação, quiropraxia e reiki. Agora, a Tabela de Procedimentos do SUS conta com 19 tipos de práticas integrativas.

São elas: homeopatia, medicina tradicional chinesa/acupuntura, medicina antroposófica, plantas medicinais/fitoterapia, termalismo social/crenoterapia, arteterapia, ayurveda, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e ioga.

Em 2016, segundo dados do SUS, foram registrados mais de 2 milhões de atendimentos nas práticas integrativas.

Na cidade de São Paulo, há cerca de 400 Unidades Básicas de Saúde (UBS) que oferecem esse tipo de terapia. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, são mais de 60 mil pessoas por mês que fazem práticas corporais, além das que passam por atendimentos em homeopatia e acupuntura.

Celina Pereira de Sousa tem 95 anos e frequenta as atividades de práticas corporais do Centro de Referência em Homeopatia e Práticas Integrativas em Saúde, no Bosque da Saúde, duas vezes por semana. “Algumas coisas eu não tenho condição de fazer, mas para mim é muito bom. Senão, eu não estaria com essa idade”, conta.

“Todas as práticas promovem relaxamento e, ao mesmo tempo, trabalham todo o lado físico através dos movimentos, da coordenação, do equilíbrio”, afirma Satiko Minami, gerente da unidade.

Como fazer

– As atividades corporais e de meditação são abertas a toda a população, basta procurar a UBS mais próxima e se informar sobre disponibilidade e horários.

– Nem todas as atividades presentes na Tabela de Procedimentos do SUS estão disponíveis em todas as UBS.

– Para fazer acupuntura, é preciso um encaminhamento médico. No caso da homeopatia, basta pedir um agendamento na UBS mais próxima ao local de residência.

Por: Beatriz Souza, G1 – 17/08/2017 – 05h01
Fonte: Site G1