Técnicas equilibram corpo, mente e alma trazendo muito mais qualidade de vida e evolução pessoal

Terapia

Toda terapia tem como principal função trabalhar o estado do “ser”, permitindo a melhoria do equilíbrio entre corpo, mente e espírito, independentemente de crenças. Apesar disso, ainda existem muitos tabus relacionados ao tema já que muitas pessoas duvidam de que a terapia integrativa pode contribuir para dar mais qualidade de vida a elas. Para a psicóloga e terapeuta, Vanessa Queiroz, a terapia holística integra o corpo, as emoções e alma da pessoa, ou seja, tem uma visão mais ampla do todo e por meio desses pontos é possível perceber uma visão mais inteira do nosso ser e seus benefícios são sentidos no dia a dia de quem a pratica.

“Nas terapias integrativas tratamos os corpos energéticos e físico ao mesmo tempo. Isso porque, no enfoque holístico a doença do corpo físico é apenas e tão somente o reflexo ou a somatização das desarmonias já existentes nos corpos energéticos e ou emocional. Assim sendo o tratamento visa cuidar não apenas das dores ou desajustes do corpo físico, que é apenas o sintoma, mas sim, busca detectar a origem do mal e sua causa”, explica Vanessa.

Terapia

Por buscar o despertar do auto equilíbrio corpóreo/psico/social por meio da correção e harmonização de seus próprios recursos físicos, emocionais e energéticos, a terapia integrativa traz muitos benefícios:

· Autoestima
· Coragem e confiança no agir
· Planejar o futuro
· Uma vida financeira próspera e estável
· O emprego dos sonhos
· Mais saúde
· Estabilidade emocional
· Qualidade de vida
· Otimização de tempo
· Ampliação nos seus relacionamentos
. Ampliação da Consciência

“Existem diversas técnicas que podem ser utilizadas para o equilíbrio energético, espiritual e físico das pessoas, tais como: radiestesia, radiônica, energia taquiônica, EMF Balancing Technique®, Toque orgônico, entre muitas outras. Tudo depende do que a pessoa busca e o que pretende com isso. O importante é ela se sentir bem e confiar no trabalho, pois é essencial que acredite nas técnicas e que exista empatia com o profissional”, finaliza Vanessa Queiroz.

Fonte: Website: www.vanessaqueiroz.com
Fonte: Website – Terra