Dormir… Ah, quem não gosta, não é mesmo? Mas você dorme regularmente? Saiba que estudos comprovam que a qualidade do sono não está em dormir bastante, mas sim continuamente.

Dormir

Para algumas pessoas, dormir por várias horas seguidas pode ser sinônimo de preguiça e sedentarismo. Mas, segundo um estudo realizado pela University of Pennsylvania, nos Estados Unidos, dormir bem ajuda a perder calorias, além de melhorar a qualidade de vida. Ainda segundo o estudo, quem dorme menos de seis horas por noite ingere cerca de 700 calorias a mais por semana. Isso porque, quando a pessoa está cansada, o hormônio grelina, mais conhecido como hormônio da fome, eleva-se, enquanto o hormônio que remete à sensação de saciedade diminui.

Mas não é só deitar e esperar o sono vir. É preciso descobrir qual o horário certo para seu corpo e assim não correr o risco de passar duas horas rolando na cama, pois a insônia causa estresse e prejudica o funcionamento correto do sono saudável, além de que o fato de dormir mal causa problemas cardíacos.

Problemas cardíacos

Segundo um estudo realizado por pesquisadores da Universidade do Arizona, em Tucso (EUA), a cada hora a menos que uma pessoa dorme, principalmente durante os finais de semana, o risco de doença cardíaca aumenta 11%. O estudo foi feito por meio da avaliação do sono de quase mil pessoas entre 22 e 60 anos e publicado no periódico médico Sleep. E ainda conforme a publicação, dormir mais no outro dia não compensa, pois a regularidade do padrão do sono é mais importante do que a quantidade de horas que você passa dormindo.

Para isso, veja algumas dicas de como melhorar a qualidade do sono e dormir bem:

1 – Dormir cedo

Ficar até tarde mexendo no celular ou vendo a sua série favorita não é uma boa escolha se você deseja ter uma boa noite de sono. Isso porque dormir tarde (mesmo que você acorde tarde no outro dia) não ajuda no metabolismo do corpo. “Se afastar do celular e da tevê ou de serviços de streaming pelo menos uma hora antes de ir para a cama ajuda muito. Uma leitura agradável, uma respiração consciente e a meditação podem funcionar como um verdadeiro bálsamo para um sono tranquilo”, explica o professor de Kundalini Yoga Manmohan Singh (Rodrigo Cupelli).

2 – Ambientes escuros e frescos 

Para dormir bem e não ficar rolando na cama até pegar no sono é importante manter o quarto fresco e escuro, pois isso ajuda no regulamento biológico do organismo. Para facilitar, instale um ar-condicionado e adicione cortinas blackout nas janelas.

3 – Hidrate-se e alimente-se bem

Tão importante quanto beber água durante o dia, à noite é preciso manter-se hidratado. A ingestão de alimentos no período noturno também ajuda a dormir melhor, mas precisa ocorrer ao menos duas horas antes de dormir, para dar tempo de fazer a digestão. “Uma alimentação equilibrada e a prática de atividades físicas moderadas são altamente recomendáveis. O consumo de bebidas alcoólicas e estimulantes, como a cafeína, deve ser evitado por pessoas que vêm enfrentando dificuldades em dormir”, alerta Manmohan Singh (Rodrigo Cupelli).

4 – Pratique yoga e meditação 

A prática do yoga contribui para a melhora na qualidade do sono, pois movimenta as energias do nosso corpo promovendo uma sensação de relaxamento e bem-estar. De acordo com o professor Manmohan Singh (Rodrigo Cupelli), “além do trabalho físico, o yoga, principalmente o Kundalini Yoga, desenvolve também um estado mental mais propício ao relaxamento através de técnicas específicas de respiração e meditação”.

A meditação é como uma faxina mental. Quando inserimos uma prática de meditação na nossa rotina, ganhamos muito mais consciência sobre nós mesmos, e isso nos ajuda a reduzir o estresse e a promover a saúde física e mental. “Qualquer alteração na mente, tanto positiva quanto negativa, vai se refletir no corpo físico. É por isso que a meditação é uma tecnologia imprescindível para o ser humano, ainda mais nesses tempos de tanta informação”, destaca.

Seguindo essas dicas e passando a desenvolver um hábito saudável, não apenas a qualidade do seu sono melhorará como seu humor e disposição. Inclua isso nas suas metas para 2018 e veja os resultados aparecerem!

Fonte: Revista 100 Fronteiras

×
Olá, tudo bem? Como posso lhe ajudar?

Pin It on Pinterest