(54) 9 9685-7950 [email protected]

Yoga, massagem, auriculoterapia, massoterapia, arteterapia são algumas das práticas oferecidas a pacientes que são atendidos na atenção básica, no estado

santa-catarina

As Práticas Integrativas e Complementares (PICS) disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) são ofertadas à população de Santa Catarina. No estado, as práticas de medicina tradicional chinesa, terapia comunitária, dança circular, yoga, massagem, auriculoterapia, massoterapia, arteterapia, meditação, acupuntura, musicoterapia, tratamento termal, tratamento naturopático, osteopático e reiki são as práticas oferecidas na Atenção Básica para o tratamento de usuários do SUS, em 191 municípios. Essas práticas são alguns dos tratamentos que utilizam recursos terapêuticos, baseados em conhecimentos tradicionais, voltados para tratar e prevenir diversas doenças, como depressão e hipertensão. Em 2017, foram registrados mais de 40 mil atendimentos individuais no estado.

As 29 práticas integrativas e complementares oferecidas no Sistema Único de Saúde são: ayurveda, homeopatia, medicina tradicional chinesa, medicina antroposófica, plantas medicinais/fitoterapia, arteterapia, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa, termalismo social/crenoterapia, yoga, apiterapia, aromoterapia, bioenergética, cromoterapia, constelação familiar, geoterapia, hipnoterapia, imposição de mãos, ozoniterapia e terapia de florais.

Evidências científicas têm mostrado os benefícios do tratamento integrado entre medicina convencional e práticas integrativas e complementares. Além disso, há crescente número de profissionais capacitados e habilitados e maior valorização dos conhecimentos tradicionais de onde se originam grande parte dessas práticas.

As terapias estão presentes em 9.350 estabelecimentos em 3.173 municípios brasileiros, sendo que 88% são oferecidas na Atenção Básica. Atualmente, a acupuntura é a mais difundida com 707 mil atendimentos e 277 mil consultas individuais. Em segundo lugar, estão as práticas de Medicina Tradicional Chinesa com 151 mil sessões, como taichi-chuan e liangong. Em seguida aparece a auriculoterapia com 142 mil procedimentos. Também foram registradas 35 mil sessões de yoga, 23 mil de dança circular/biodança e 23 mil de terapia comunitária, entre outras.

CONGRESSO

O Brasil é referência na área e para tratar desse assunto, o Ministério da Saúde promove entre os dias 12 e 15 de março o 1º Congresso Internacional de Práticas Integrativas e Saúde Pública (INTERCONGREPICS), e o 3º Congresso Internacional de Ayurveda. Os dois eventos são realizados no Rio de Janeiro, no Centro de Convenções Riocentro, com programação integrada e a presença de cerca de quatro mil pesquisadores do assunto.

O encontro promove debates com pesquisadores internacionais e do Brasil, e troca de experiências entre os profissionais, gestores e pesquisadores das diversas práticas integrativas. Mais de 900 trabalhos científicos, de todas as regiões do país e de outros países também, estão sendo apresentados no evento

IMPLANTAÇÃO

As práticas integrativas e complementares são ações de cuidado transversais e podem ser realizadas na atenção básica e na média e alta complexidade. Não existe uma adesão à PNPIC: a política traz diretrizes gerais para a incorporação das práticas nos serviços.  Compete ao gestor municipal elaborar normas para inserção da PNPIC na rede municipal de Saúde.

Na Atenção Básica, o pagamento é realizado pelo piso da atenção básica (PAB) fixo (per capita), ou por PAB variável, que corresponde ao pagamento por equipes de saúde da família, agentes comunitários e núcleos de saúde da família, ou ainda o programa de melhoria do acesso e da qualidade (PMAQ). Dessa forma, os procedimentos ofertados através da Portaria nº145/2017 estão dentro do financiamento do PAB e não geram recursos por produção.

A Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), publicada em 2006, instituiu no Sistema Único de Saúde (SUS) abordagens de cuidado integral à população por meio de sistemas complexos e outras práticas que envolvem recursos terapêuticos diversos. Desde a sua implantação, o acesso dos usuários do SUS a essas práticas integrativas tem crescido exponencialmente.

Municípios que ofertam práticas integrativas no estado

 

SC Águas Mornas
SC Antônio Carlos
SC Apiúna
SC Arroio Trinta
SC Balneário Camboriú
SC Barra Velha
SC Benedito Novo
SC Biguaçu
SC Blumenau
SC Bombinhas
SC Botuverá
SC Braço do Trombudo
SC Brunópolis
SC Brusque
SC Caçador
SC Canelinha
SC Capivari de Baixo
SC Chapecó
SC Corupá
SC Dona Emma
SC Ermo
SC Florianópolis
SC Fraiburgo
SC Garopaba
SC Gravatal
SC Guabiruba
SC Guaraciaba
SC Içara
SC Indaial
SC Itaiópolis
SC Itajaí
SC Itapoá
SC Jaborá
SC Jaguaruna
SC Jaraguá do Sul
SC Joinville
SC Jupiá
SC Laguna
SC Laurentino
SC Lebon Régis
SC Lontras
SC Mafra
SC Marema
SC Meleiro
SC Monte Carlo
SC Morro da Fumaça
SC Navegantes
SC Ouro
SC Palhoça
SC Petrolândia
SC Pinhalzinho
SC Presidente Nereu
SC Rio Negrinho
SC Rodeio
SC Salto Veloso
SC Sangão
SC São Bento do Sul
SC São Francisco do Sul
SC São José
SC Seara
SC Siderópolis
SC Tijucas
SC Timbó
SC Tubarão
SC Witmarsum
SC AGROLÂNDIA
SC ARABUTÃ
SC ARMAZÉM
SC BALNEÁRIO GAIVOTA
SC BARRA BONITA
SC BELA VISTA DO TOLDO
SC CALMON
SC CAMBORIÚ
SC CAMPO ERÊ
SC CAMPOS NOVOS
SC CANOINHAS
SC CAPINZAL
SC CATANDUVAS
SC CHAPADÃO DO LAGEADO
SC COCAL DO SUL
SC CORREIA PINTO
SC CRICIÚMA
SC CUNHA PORÃ
SC CURITIBANOS
SC FAXINAL DOS GUEDES
SC FORQUILHINHA
SC GASPAR
SC GUARUJÁ DO SUL
SC IBIRAMA
SC ILHOTA
SC IPORÃ DO OESTE
SC IPUAÇU
SC IPUMIRIM
SC ITÁ
SC ITAPEMA
SC JOAÇABA
SC JOSÉ BOITEUX
SC LAJEADO GRANDE
SC MAJOR GERCINO
SC MARAVILHA
SC MODELO
SC NOVA ITABERABA
SC NOVA TRENTO
SC ORLEANS
SC OURO VERDE
SC PALMA SOLA
SC PALMEIRA
SC PALMITOS
SC PARAÍSO
SC PENHA
SC BALNEÁRIO PIÇARRAS
SC PONTE ALTA DO NORTE
SC PONTE SERRADA
SC PORTO BELO
SC PORTO UNIÃO
SC PRESIDENTE CASTELLO BRANCO
SC PRESIDENTE GETÚLIO
SC QUILOMBO
SC RANCHO QUEIMADO
SC RIO DOS CEDROS
SC RIO DO SUL
SC SÃO JOÃO DO SUL
SC SÃO JOAQUIM
SC SÃO LOURENÇO DO OESTE
SC SÃO MIGUEL DA BOA VISTA
SC SÃO MIGUEL DO OESTE
SC SAUDADES
SC TANGARÁ
SC TRÊS BARRAS
SC TREVISO
SC URUBICI
SC URUSSANGA
SC VARGEÃO
SC VARGEM
SC VARGEM BONITA
SC XANXERÊ
SC BALNEÁRIO RINCÃO
SC ABELARDO LUZ
SC ÁGUAS FRIAS
SC ANCHIETA
SC CAXAMBU DO SUL
SC CELSO RAMOS
SC CONCÓRDIA
SC CORONEL MARTINS
SC DOUTOR PEDRINHO
SC HERVAL D’OESTE
SC IRANI
SC JARDINÓPOLIS
SC LAURO MULLER
SC LINDÓIA DO SUL
SC PASSO DE TORRES
SC PASSOS MAIA
SC RIO DO CAMPO
SC SANTA ROSA DO SUL
SC SÃO JOÃO DO OESTE
SC SÃO MARTINHO
SC SOMBRIO
SC TAIÓ
SC TUNÁPOLIS
SC XAVANTINA
SC XAXIM
SC ÁGUA DOCE
SC ÁGUAS DE CHAPECÓ
SC ALFREDO WAGNER
SC ARAQUARI
SC ARARANGUÁ
SC ATALANTA
SC BANDEIRANTE
SC BELMONTE
SC BRAÇO DO NORTE
SC CAIBI
SC CUNHATAÍ
SC DIONÍSIO CERQUEIRA
SC ERVAL VELHO
SC FLOR DO SERTÃO
SC GALVÃO
SC IMBITUBA
SC IRATI
SC ITAPIRANGA
SC JACINTO MACHADO
SC LAGES
SC LUIZ ALVES
SC LUZERNA
SC MACIEIRA
SC MASSARANDUBA
SC OTACÍLIO COSTA
SC PAIAL
SC PAINEL
SC PINHEIRO PRETO
SC POMERODE
SC PONTE ALTA
SC PRINCESA
SC SANTA CECÍLIA
SC SANTA HELENA
SC SANTA TEREZINHA DO PROGRESSO
SC SÃO BONIFÁCIO
SC SÃO JOÃO BATISTA
SC SCHROEDER
SC TIMBÓ GRANDE
SC TURVO
SC VIDAL RAMOS

Fonte: Ministério da Saúde

Últimas Postagens

Accessibility

Pin It on Pinterest

× Posso ajudar?