É importante salientar que existe uma grande diferença entre ser empático e ser simpático.

empatia

Com origem no termo em grego empatheia, que significava “paixão” a palavra empatia esta ocupando um lugar considerável no vocabulário cotidiano das pessoas.

Nota-se que diante das diversas situações/atribulações vividas e sentidas pela população o “se colocar no lugar do outro” passou a ser algo importante e significativo quando o assunto é dar suporte, amor e ajuda ao ser.

O comportamento empático, nada mais é do que sentir, de forma racional e objetiva, o que sente o outro. É um real “se imaginar” em situações vividas por alguém e tentar, a partir disso, compreender o comportamento alheio diante de determinadas circunstâncias.

A empatia, na maioria das vezes, gera uma grande necessidade de ajuda. A partir do momento em que o “se deparar com a dor do outro” se torna uma realidade, uma ligação intima entre tais pessoas faz com que o altruísmo seja despertado juntamente com a busca por maneiras diferentes (e em algumas situações até mais saudáveis) de vivenciar, ultrapassar e vencer o que é aflitivo.

Ser um bom ouvinte, saber se colocar diante das dificuldades vividas pelo outro e buscar compreender as decisões deste, sem julgamentos, são características especificas de uma pessoa que tem o comportamento empático atrelado a si. É necessário que a tinta que pinta nossos olhos seja raspada diante de uma situação que pede por empatia. É necessário um distanciamento significativo dos nossos medos, preconceitos e pré-conceitos. E principalmente, é essencial que tenhamos um grande distanciamento de nós mesmos para que assim possamos nos aproximar, focar e olhar verdadeiramente para o outro.

Ser empático não é uma tarefa fácil, mas o mundo grita por empatia constantemente. Imagine-se vivendo em lugar cujo as pessoas não pensassem em nada, realmente NADA além delas mesmas… Acredito que o pouco que temos não existiria.

É a qualidade da relação humana que faz a população como um todo ser mais forte. É o amor, a compreensão, o respeito e a atitude que contribui positivamente para e o lidar DE todos para com o MUNDO e para CONSIGO mesmo.

A empatia é apta a todos os tipos de relacionamento humano. Nota-se que relações familiares são fortemente estruturadas sobre este comportamento, porém relações estabelecidas em trabalho, círculos de amizade e até mesmo momentâneas, entre pessoas desconhecidas, são capazes de despertar essa capacidade psicológica do ser e consequentemente gerar uma experiência que contribua para o crescimento de todas as pessoas envolvidas na situação.

É importante salientar que existe uma grande diferença entre ser empático e ser simpático. A simpatia provem de afinidades e de uma grande vontade de estar na presença do outro para trata-lo bem e agrada-lo, já a empatia consiste no desejo em compreender, conhecer e ajudar o outro independente das coisas que ambos tenham em comum, independente das vivencias, das experiências e dos princípios. A empatia é um verdadeiro se doar que pode ser praticado e exercitado a fim de distribuir afeto e atenção às necessidades do outro e do mundo.

Fonte: InterTvWeb

Últimas Postagens

Consultor, coaching e mentor, qual a diferença?

Consultor, coaching e mentor, qual a diferença?

Quero empreender e não sei por onde começar, será que devo contratar um coach? Um consultor? Ou um mentor? Mesmo que esses profissionais estejam relacionados para impulsionar resultados de impacto nos aspectos pessoais, profissionais e nos negócios, estamos diante de...

Quais os benefícios que os cristais podem proporcionar?

Quais os benefícios que os cristais podem proporcionar?

Os Cristais funcionam como amplificadores de energia, a sua força está na capacidade de ampliar e direcionar nossas próprias forças e poderes. Com trabalhos contínuos trazemos para nosso benefício, a prática de interiorizar as características vibracionais das pedras e...

A Lua que te Rege

A Lua que te Rege

Nossa conexão com a lua é tão antiga ao ponto de não ser possível mensurar quando teve início. Sabe-se que a lua rege as marés, plantações, partos, comportamentos, ciclo menstrual, entre outros elementos, estando nós conscientes disso ou não.Porém o que...

Terapias Integrativas

Terapias Integrativas

Já sabemos que o ser humano não é composto somente do seu corpo físico e sim que além desse “vestido” que usamos na nossa jornada terrena há em nós outros corpos que a olho nu não vemos e que compõem quem somos, esses corpos são o mental, o emocional e o espiritual....

× WhatsApp

Pin It on Pinterest