feng-shui

De acordo com o Feng Shui, tudo o que nos rodeia ou o que fazemos gera energia. Seguindo este princípio, a corrente de pensamento chinesa afirma que os ambientes estão sujeitos tanto a forças benéficas, quanto nocivas. Sendo assim, as pessoas podem gozar de saúde e boa sorte ou experimentar dificuldades e obstáculos, que podem se expressar como doenças, má sorte ou indisposição, dependendo das influências exercidas no local onde vivem.

A presença de animais domésticos é uma forma de trazer boas energias para os ambientes. É o que explica a médica veterinária fisiatra, Larissa Krizonoski Cescon, especialista em microfisioterapia e reabilitação animal. De acordo com ela, os pets são capazes de melhorar nossa saúde física, mental e emocional. “Eles vibram no amor, que é uma das mais altas frequências. Nós, seres humanos, não chegamos nem perto disso, e a cura se dá justamente pelo equilíbrio da frequência deles com a nossa, eles se doam por completo ao permitir que tenhamos acesso à vibração deles”, explica. O próprio ronronar dos gatos – conforme lembra a profissional – é uma onda de infrassom de baixa frequência capaz de diminuir ritmos vitais e promover o relaxamento, trazendo inúmeros benefícios ao corpo humano, inclusive cura de diversas doenças.

No entanto, para garantir que os bichinhos continuem emanando boas energias e estejam sempre saudáveis, existem diversos cuidados que devem ser tomados. A seguir, Larissa explica detalhadamente questões como absorção de energia entre diferentes tipos de animais, como identificar energias pesadas através deles, os cuidados que devem ser oferecidos aos pets e muito mais. Confira!

Interação de energias entre animais e ambiente

Eles mais são transformados do que transformam. Os seres vivos, independente da espécie, interagem completamente com o meio em que vivem, sendo o ambiente um fator determinante para todos nós. Somos o reflexo desse ambiente que estamos inseridos, e vamos vibrar e ressoar na mesma frequência. Portanto, o tipo de energia vai depender muito da qualidade de vida desse animal e do ambiente familiar também. Um animal em um bom ambiente será saudável, cheio de vida, feliz, logicamente que dentro de cada particularidade. Já um ambiente pesado pode acabar prejudicando a saúde do animal, que ao longo do tempo pode vir a apresentar sintomas. Essa transformação de energia que percebemos é por eles se doarem tanto pelos tutores e oferecem o amor mais puro, capaz de curar e transmutar a nossa própria energia.

Identificando a energia ‘pesada’ em um ambiente

Quando o animal começa a ficar inquieto, até mesmo com problemas crônicos, principalmente com questões de pele e pelo, gastrointestinais e comportamento, são indicativos para prestar atenção no ambiente.

Animais podem adoecer em ambientes energeticamente carregados

Os animais interagem 100% com o ambiente e o acúmulo de energias negativas causam perda de energia vital, podendo causar sintomas e doenças. Para evitar uma sobrecarga, o ideal é oferecer uma melhor qualidade de vida, com passeios diários e permitir a interação do pet com o ambiente externo, deixar ele cheirar tudo o que ele quiser, permitir que cheire outros animais, brinque (seja com outros animais ou com brinquedos – aí entra o enriquecimento ambiental que é extremamente importante). Outra sugestão é estimular a prática de exercícios e o gasto de energia. Eles podem gastar energia até pra comer, quando tem uma alimentação um pouco mais dificultada, que é a função dos novos potes de comida. Há várias possibilidades, basta usar a criatividade.

Diferenças na absorção de energia de cães e gatos

Os cães captam a energia e entram em equilíbrio com o ambiente. Já os gatos, por conta do ronronar, que é uma vibração específica deles, conseguem transmutar a energia do ambiente. Os cães não costumam ficar na energia mais densa da casa, nem ser amigáveis com pessoas estranhas de energias ruins (medo, tristeza, agressividade), os gatos conseguem transmutar energias densas, por isso ficam em qualquer lugar da casa e se aninham inclusive no colo de quem não gosta tanto assim de gatos.

A personalidade do animal é um reflexo de seu tutor: mito ou verdade?

É a mais pura verdade que “o que não puxa o dono é roubado”. Os animais usam muito a imitação como linguagem, e acabam inclusive tendo traços parecidos com o tutor na expressão facial. A questão de personalidade é verdadeira também, pois eles vão equilibrar a energia do meio em que vivem.

Terapias holísticas para os animais: quais são e como funcionam?

As terapias holísticas tratam o paciente como um todo, englobando físico, mental e emocional e promovendo qualidade de vida. Larissa garante que elas também são indicadas para os animais e detalha o funcionamento de cada uma delas:

MICROFISIOTERAPIA – técnica francesa que promove a autocura das células que perderam a vitalidade e estão gerando sintomas, através de toques sutis por meio de mapas corporais. Tem o mesmo princípio da homeopatia, “semelhante cura semelhante”.

ACUPUNTURA – técnica chinesa que regula o fluxo energético, responsável pela fisiologia do corpo, estimulando pontos cutâneos específicos através de agulhas.

REIKI – energia vital universal que reequilibra os chakras, fornecendo equilíbrio físico, mental e emocional através da imposição das mãos.

AROMATERAPIA – ameniza sintomas e melhora o bem-estar através do uso de óleos essenciais de folhas.

CROMOTERAPIA – terapia com as cores (padrões de pulsação) têm efeito curativo abrangente. Os tratamentos envolvem alimentação, relação com o ambiente, além da visualização de cores para efeito terapêutico.

FITOTERAPIA – Consiste na manipulação de plantas e ervas para a cura de doenças e redução dos sintomas.

HOMEOPATIA – doses pequenas de determinada substância que é capaz de curar alterações em condição de doença, com o princípio que “semelhante cura semelhante”.

OBS: Esses são apenas alguns exemplos de medicina integrativa com terapias holísticas disponíveis aos animais. Lembrando que é decretado por lei que o tratamento de animais é de exclusividade do médico veterinário.

Como manter sempre a boa saúde e vitalidade do animal?

– Procurar espaçar o intervalo entre banhos para não retirar a camada protetora da pele.

– Manter vacinação em dia, livre de endo e ectoparasitas.

– Alimentação equilibrada com uso de petiscos saudáveis como frutas e legumes.

– Exercícios físicos regulares para o gasto de energia.

– Enriquecimento ambiental para eliminar o tédio e ajudar a gastar energia.

– Oferecer muito amor, sem restrição.

Fonte: Diário dos Campos

Últimas Postagens

Entenda como a Meditação pode Ajudar no seu Dia a Dia

Por hábito, muitos ligam o piloto automático e não observam como a correria do dia a dia pode desgastar a saúde física e mental. Mas, aos poucos, os sinais de desgaste vão surgindo, com dores de cabeça, estresse e irritabilidade, entre outras inúmeras...

3 Técnicas de PNL Para Auto Performance

PNL - Para atingirmos um nível elevado de auto performance é necessário adquirirmos novos comportamentos e termos acesso a conhecimentos realmente transformadores. Hoje, você vai conhecer 3 técnicas de PNL para aprimorar sua auto performance....

Acupuntura – Como Funciona? Quais os Benefícios?

A acupuntura é uma técnica que utiliza agulhas especiais para estimular pontos específicos do corpo com o objetivo de melhorar o funcionamento do organismo. Por utilizar agulhas no processo de estimulação dos pontos, a prática recebeu o nome de acupuntura,...

Pin It on Pinterest

× WhatsApp