fitoterapia


A fitoterapia é uma prática milenar que consiste no estudo das plantas medicinais e suas aplicações. Para tratar e  também curar doenças. Em geral, denominam-se medicamentos fitoterápicos os que utilizam os extratos de plantas, ao passo que a fitoterapia utiliza a planta em si.

Atualmente, existem inúmeras plantas medicinais, utilizadas em todas as partes do mundo, há milhares de anos, para tratar doenças. Combinada à fitoterapia, a farmacologia estuda os mecanismos de ação da planta e isola seu princípio ativo e, por isso, tem sido amplamente utilizada no desenvolvimento de fitoterápicos.

O que é fitoterapia e como ela funciona?

A fitoterapia é uma especialidade médica, parte da medicina alopática, ao contrário da homeopatia e da acupuntura, consideradas terapias alternativas. Hoje em dia, é vista por muitas pessoas como um complemento a tratamentos diversos, além de prevenir doenças crônicas ou agudas.

Na fitoterapia, as plantas medicinais são selecionadas para estimular e fortalecer as funções do organismo. Assim, elas permitem que o corpo cure a si mesmo, segundo os princípios da medicina botânica.

Em geral, qualquer prescrição medicinal de ervas combina diversas plantas para gerar efeitos terapêuticos. Já que cada planta ou erva tem seus próprios ativos e componentes para gerar efeitos determinados.

Plantas medicinais podem, inclusive, ser utilizadas de forma caseira, principalmente por meio de chás, ultradiluições, ou de forma industrializada, com o extrato homogêneo da planta por exemplo.

Para que serve a fitoterapia

Os objetivos da fitoterapia são inúmeros, já que essa prática utiliza ervas, algas, bulbos, raízes, flores, cascas, sementes e folhas para tratar várias doenças crônicas, tais como alergias, asma, cistite, problemas digestivos, depressão, problemas menstruais, infecções virais, problemas de pele, colesterol alto, dificuldade respiratória e por fim muitos outros problemas.

Geralmente, a fitoterapia é combinada à medicação tomada pelo paciente e funciona melhor se tiver como aliada uma alimentação equilibrada. Importante: todos os problemas agudos, tais como fraturas, ferimentos graves, bem como doenças agudas dos órgãos ou dos ossos, devem ser tratados pela medicina convencional.

Há efeitos colaterais da ingestão de fitoterápicos?

Sim. Medicamentos feitos à base de plantas, com princípios ativos de origem vegetal, são vistos como uma alternativa “natural” em comparação a outros produtos, mas podem causar por fim efeitos colaterais, a maioria das pessoas acredita que pelo fato do produto ser natural não há então contra indicações.

Por este motivo é fundamental se consultar com um fitoterapeuta credenciado e informar todos os medicamentos dos quais faz uso.

Se bem utilizada, a fitoterapia aumenta consequentemente as defesas naturais do organismo e é uma grande aliada na prevenção e por fim no tratamento de inúmeras doenças.

Lembrete: Os medicamentos fitoterápicos devem conter registro na Anvisa.

Fonte: Nova Natural

Últimas Postagens

Como Praticar a Empatia

Como Praticar a Empatia

Empatia é compartilhar e tentar compreender os sentimentos e atitudes com a perspectiva do outro. Praticar a empatia de forma ampla é benéfico para ambos envolvidos e pode ser aperfeiçoada a cada dia. A prática da empatia ainda é bastante seletiva, as pessoas tendem a...

Natal: a Origem

Natal: a Origem

“Onde? Como? Quando? Quem? Por quê?” A data O dia 25 de dezembro já é comemorado a milhares de anos, cerca de 7mil anos antes do nascimento de Cristo os romanos comemoravam a data. Mas como era possível comemorar o nascimento de Cristo sem nem ao menos ele ter...

Ansiedade X Reiki – A Arte De Acalmar seu Coração

Ansiedade X Reiki – A Arte De Acalmar seu Coração

“O REIKI é uma técnica oriental que poderá ajudar você a controlar sua Ansiedade!” Impactos da Ansiedade Você sabia que o Brasil é o país mais ansioso do mundo? Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 18,6 milhões de pessoas, 9,3% da população brasileira,...

Por que a Empatia é tão importante?

Por que a Empatia é tão importante?

Muitas pessoas confundem empatia com simpatia. A simpatia define a forma como você trata as outras pessoas, mas de forma natural, ou seja, é a maneira como você, naturalmente, sem precisar forçar qualquer coisa, trata os outros. Já a empatia representa a sua...

Autoconhecimento é Importante, mas tem Limite

Autoconhecimento é Importante, mas tem Limite

A busca pelo conhecimento de sua essência ajuda a viver de maneira mais consciente. Por outro lado, o desconhecido favorece a criação de soluções para superar os desafios Você sabe quem realmente é? Consegue saber quais serão as suas reações diante de determinadas...

Pin It on Pinterest

× WhatsApp