inteligência emocional

Você é mais um que odeia o seu chefe? Você não suporta conviver com os seus colegas de trabalho? Você só consegue enxergar defeitos nas pessoas ao seu redor? Pois saiba que você está no lugar certo e no momento certo da sua vida.

Quando você começar a reparar no bem que um trabalho chato pode lhe oferecer diariamente, suas percepções acerca do convívio no emprego, e fora dele também, irão mudar. Parece contraditório só que é o ponto de partida para melhorar inferioridades e criar uma inteligência emocional invejável.

Vamos considerar a seguinte hipótese. Você chega ao trabalho e seu chefe já começa a lhe criticar e ainda dobra suas funções naquele dia. Você passa o dia sobrecarregado e estressado e volta para casa. O que acontece em seguida? Sua esposa lhe pergunta algo sobre a rotina do casal e você impulsivamente parte para uma briga de ego, apontando defeitos na sua esposa e ainda se diz injustiçado por todos.

Esta narrativa, em partes, lembra algum momento na sua vida? Você consegue perceber a transferência de sentimentos ruins de personagem para personagem? Tenho certeza que você já fez algo parecido, mas calma que a culpa não é toda sua. Nunca fomos realmente ensinados a lidar com pressões externas (vindas de outras pessoas e situações diversas) e internas ao mesmo tempo. Para falar a verdade, não é comum, mesmo nos dias atuais, se falar em inteligência emocional.

Por que a Inteligência Emocional é fundamental?

Quando aprendemos a lidar e a entender nossos pensamentos e como agir com eles, presenciamos uma mudança incrível e indescritível em nossas atitudes: somos mais tolerantes às reações alheias, aumentamos nosso autoconhecimento e despertamos a nossa empatia, analisando cada situação ao nos pôr no lugar de outrem.

Hábitos simples, como se questionar diante de determinadas situações, tais quais a explosão de um chefe, o julgamento de um colega e as críticas exacerbadas, apenas denotam que seu amadurecimento emocional desenvolveu e agora você consegue encarar qualquer situação como uma forma de aprendizagem que resultará em um ótimo bem-estar.

E como agilizar este processo de amadurecimento de sentimentos? Criar um diário e anotar nele o que você sente em relação às pessoas e seus comportamentos é um exercício que ajudará a lhe deixar mais presente para as suas necessidades e como contornar melhor uma questão que sempre se repete em seus relacionamentos. Então, o que achou dessa prática? Está disposto a se conhecer um pouco a cada dia e garantir uma boa qualidade de vida? Comece agora e transforme sua mentalidade!

Fonte: Portal Coaching
Autora: Natália Guimarães