Yin Yang é um símbolo bastante famoso, mas que poucos conhecem o seu real significado. Trata-se de um conceito originado no Taoismo, uma filosofia chinesa criada na antiguidade, que, basicamente, representa a dualidade de tudo o que existe no universo. Como se pode perceber ao observar a imagem, dentro de cada uma das partes existe um núcleo na cor contrária, mostrando que, mesmo diferentes, possuem características que estão relacionadas ao seu oposto.

Yin Yang

O Que o Símbolo Yin Yang Significa?

O símbolo Yin Yang é uma representação da dualidade presente na natureza. Assim, o yin, que é o lado da cor preto, representa, entre outras coisas, calma, intuição, sombra, caos, lua e o feminino. Enquanto o yang, lado branco, simboliza energia, racionalidade, luz, ordem, sol, o masculino. Vale lembrar que esses são apenas alguns exemplos de representação, já que a ideia central não é retratar elementos pré-determinados, mas sim mostrar o equilíbrio existente entre coisas que são opostas, contudo, complementares.

O universo é composto por inúmeras forças que, muitas vezes, são opostas, mas ainda assim coexistem e se complementam. O dia precisa da noite para existir, a sombra precisa da luz, o masculino precisa do feminino e vice-versa, o caos precisa da ordem e assim por diante. Esses e tantos outros elementos opostos se alternam e, assim, funcionam de maneira equilibrada. Acredita-se que esse equilíbrio entre yin yang esteja presente em tudo.

Um ponto importante a ser considerado é que nem ying e nem yang representam sozinhos o bem ou o mal. O bem, por exemplo, é simbolizado pelo equilíbrio que deve existir entre as duas partes, que é o que torna possível a coexistência entre os lados opostos. Já o mal é fruto do desequilíbrio e da desordem entre elas.

Atitudes Para Aplicar o Equilíbrio Entre Yin e Yang na Sua Vida

Dentro da filosofia do Taoismo não há nada que seja considerado completamente bom ou ruim. Para os seus seguidores, todos devem aprender tanto do lado yin quanto do lado yang, para que sigam o seu caminho em equilíbrio. Dessa forma, ao viverem em harmonia com seus opostos, não precisarão ir contra o fluxo natural do universo. Para entender melhor, veja algumas atitudes necessárias para viver isso na prática.

1 – Ouça Mais e Discuta Menos

Quando você entra em uma discussão com alguém e faz de tudo para forçá-la a concordar com a sua opinião está causando um desequilíbrio, porque o seu lado yang está tentando ocupar o espaço do yin. Por isso, o melhor a fazer é evitar discussões que, no fundo, sabe que não servirão para nada, a não ser causar estresse e, até mesmo, desentendimentos e inimizades.

A atitude mais sábia que qualquer pessoa pode ter é ouvir mais e fazer isso na essência, dedicando toda a sua atenção para escutar o que o outro tem a dizer. Assim, estará permitindo que yin yang permaneçam em equilíbrio e irá realmente entender o lado do seu interlocutor. O ato de ouvir promove o diálogo sadio, que é o que leva ao entendimento.

2 – Esteja Pronto Para Recuar Quando For Necessário

Insistir em algo que não está dando certo ou não esperar o tempo para as coisas acontecerem é outro exemplo de desequilíbrio entre yin yang. Saber quando recuar, esperar ou mudar de caminho é uma atitude essencial para se equilibrar novamente. Muitas vezes, dar um passo para trás ou ter paciência para aguardar os resultados de suas ações é o que fará com que consiga progredir mais rapidamente.

Isso se aplica a planos profissionais, vida pessoal ou mesmo em circunstâncias do dia a dia, como no trânsito, por exemplo. Lembre-se sempre que a pressa é inimiga da perfeição, querer fazer de tudo para chegar mais rápido pode te levar a situações que te façam parar e aguardar, mesmo contra a sua vontade. Por isso, aja sempre com sabedoria e saiba quando o melhor a fazer é recuar.

3 – Não Se Preocupe em Ser o Melhor, Mas Sim em Ser Você

Buscar a evolução é maravilhoso e algo que todos devem sempre fazer. Contudo, isso deve ser motivado por questões pessoais e não por status ou o desejo de ser superior em relação aos demais. Essa busca desenfreada por ser o melhor pode te afastar do equilíbrio e da maior riqueza que possui, que é a sua essência.

Evite medir o seu sucesso pela régua dos outros, descubra qual é a sua própria métrica e utilize-a para aprender, se desenvolver e evoluir. Ninguém precisa ser o melhor para ser feliz, basta que seja o melhor que puder ser, sempre se comparando apenas com o que já foi um dia e não com outras pessoas, afinal cada indivíduo é único.

4 – Preze Sempre Pela Simplicidade

As complicações nos distanciam do que é necessário para alcançar o equilíbrio, e isso se aplica a todas as áreas da vida. Atitudes, sentimentos, objetos, pessoas, quanto mais complicado, mais desequilibrado. Grande parte dos problemas e excessos que muitas pessoas carregam são fruto da falta de autoconhecimento. Como elas não conhecem sua real essência, tomam atitudes movidas por valores e desejos alheios, tornando-se cada vez mais insatisfeitas e desmotivadas.

Nesse sentido, é importante que cada um busque refletir a respeito de seu comportamento, conheça seus sentimentos e emoções e, assim, possa viver de forma descomplicada. É claro que não existe uma receita pronta para ser feliz, contudo, ouvir o seu eu interior e agir de acordo com ele certamente fará com que se aproxime cada vez mais da felicidade.

5 – Seja Flexível

Para os taoistas, as pessoas mais sábias são aquelas que sabem se adaptar de acordo com a necessidade e são flexíveis. Ao observar o símbolo yin e yang, perceba que, se não houvesse flexibilidade, as duas partes não conseguiriam coexistir em equilíbrio. Na vida, em muitas situações, se adaptar é uma atitude muito mais sábia do que bater de frente com algo. Mas, claro, jamais confunda ser flexível com ser acomodado, pois são ideias completamente diferentes.

Por mais que o conceito de yin e yang pertença a um tipo de cultura bastante diferente da nossa, a filosofia taoista tem muito a nos ensinar. Entender as semelhanças que estão por trás das diferenças é um ótimo caminho para se conhecer melhor e ir além do que mostram as aparências.

Texto: José Roberto Marques | Fonte: JRM Coaching

×
Olá, tudo bem? Como posso lhe ajudar?

Pin It on Pinterest